Conheça a solução que detecta 98,9% das ameaças virtuais

Imagem

Os relatórios de segurança de 2018 são unânimes: as empresas estão expostas a milhares de ataques cibernéticos todos os dias. Ameaças cada vez mais sofisticadas e complexas em termos de detecção.

Cerca de 30% dos computadores no mundo sofreram com ataques on-line no último ano. Foram mais de 346.000 novos malwares por dia. Só no Brasil, os ataques tiveram um crescimento de 95,9% e as ameaças constantes colocaram o país como o segundo no Top 5 dos países com o maior número de ameaças de e-mail.

E fica pior: em dezembro, pesquisadores de segurança anunciaram um novo tipo de golpe detectado em memes publicados no Twitter. O perfil que estava espalhando os memes foi eliminado, mas existe a dúvida de que o malware fosse um teste para futuros ataques mais elaborados. Será?

Por que isso ainda acontece?

Mesmo com toda a informação disponível sobre os impactos de um ataque cibernético, um estudo recente descobriu que menos de uma em três empresas classificaram sua proteção como altamente eficaz.

Os softwares antivírus são cada vez mais necessários, mas não suficientes. Apesar de toda a evolução tecnológica, seja qual for o tamanho da sua empresa, as redes corporativas ainda são extremamente simples, formadas por roteadores, switches e firewalls. E adivinha qual o tipo de ataque preferido em todo mundo? Sim, em rede. Mas será tão difícil prever, detectar e eliminar esse tipo de ataque? Segundo especialistas, enquanto o inimigo fica cada vez mais complexo e ágil, as empresas não estão se preparando para os danos causados por ele. Ainda são poucos os executivos e CIOs (Chief Information Officer - Diretor de TI) que estão atentos para isso.

Para os pesquisadores da Juniper Networks, companhia presente em mais de 46 países com foco em roteamento, switching e segurança, as ferramentas usadas para encontrar e erradicar os riscos cibernéticos precisam ser mais inteligentes e melhor dimensionadas. Segundo os pesquisadores, os criadores de malware estão sempre um passo à frente das soluções tradicionais de segurança, criando ameaças que se comportam de forma diferente em cada sistema, dia a dia e ano a ano.

A resposta está na nuvem

Sim, os malwares estão evoluindo se e tornando um desafio cada vez maior para os antivírus convencionais. São ataques direcionados, conhecidos como “ameaça persistente avançada” ou, em inglês, Advanced Persistent Threat (APT). No APT são usadas diferentes técnicas de coleta para acessar dados confidenciais e informações valiosas. E o mais importante, este tipo de ataque busca contaminar o maior número de máquinas possíveis. Mas o antídoto já existe: é a “proteção avançada contra ameaças” - Advanced Threat Protection (ATP), uma ferramenta capaz de detectar, analisar e responder a ransomwares, suas variantes e ataques em tempo real.

Hoje, o modelo mais completo de ATP disponível no mercado é o Sky ATP, da Juniper Networks. Em mais de 1.200 simulações de ataques de todos os tipos e complexidades, a plataforma Sky ATP supera todos os produtos de detecção de ameaças avançadas. Hospedada na nuvem, esta ferramenta permite monitorar o tráfego de entrada e saída da rede, procurando malware e outros vírus. Ela cria condições para que o software malicioso se revele e comece a atuar como se estivesse em uma rede real. Constatada a ameaça, o serviço avisa automaticamente a rede e a bloqueia, além propagar de ataque para impedir ações semelhantes no futuro.

O Sky ATP apresentou 98,9% de sucesso na detecção de ameaças avançadas em teste da ICSA Labs e superou todos os seus concorrentes. Isso é possível porque emprega uma série de tecnologias na nuvem e identifica vários níveis de riscos de forma automatizada, usando análise profunda, bloqueio on-line de malware, acionamento de relatórios e detecção de malware ainda não conhecido. Um conjunto muito além do que está disponível no mercado.

Segurança automatizada

Se por um lado os ataques estão aprimorando suas táticas para contornar as soluções tradicionais de segurança, especialistas qualificados estão desenvolvendo soluções mais rápidas, flexíveis e automatizadas. Um exemplo é o dispositivo de prevenção contra ameaças avançadas JATP, também da Juniper Networks.

O Juniper ATP Appliance (JATP) é uma plataforma de software aberta e escalonável, disponível em formatos físicos e virtuais, que funciona com os produtos de segurança que você já possui, acelerando a produtividade da sua rede e da equipe de segurança. Como? Detectando ameaças em toda a web, em e-mails, no tráfego lateral e introduzindo dispositivos de segurança em toda a rede para apresentar uma visão consolidada de todas as ameaças no ambiente.

Com implantação rápida e simples, o JATP garante a detecção avançada de ameaças, análise de segurança consolidada e mitigação de ataques. Além disso apresenta uma arquitetura distribuída e gerenciamento centralizado, oferecendo a flexibilidade para garantir que todos os locais e usuários estejam protegidos.

O Juniper JATP assegura uma defesa rápida e automatizada contra atividades suspeitas, identificando incidentes de alta prioridade e reduzindo os falsos positivos. Um dos diferenciais da ferramenta é eliminar personalizações demoradas e custosas que muitas vezes “aprisionam” os usuários. Assim fica mais fácil capacitar as equipes de segurança para identificar rapidamente os ataques mais importantes.

Não permita que as ameaças do mundo virtual roubem seu sono, seu tempo e os resultados da sua empresa. Invista em ferramentas que garantem mais segurança para o seu ambiente on-line e mais tempo para você dedicar ao que realmente é importante – o seu negócio.